LACTOBACILOS-PROBIÓTICOS MANIPULADOS: O poder dos microorganismos

Pílulas naturais para emagrecer!
março 4, 2017
Pele sem manchas
julho 19, 2017

O poder dos microorganismos

Depois da depressão e das gordurinhas a mais, a reclamação TOP 3 da maioria das pessoas é o intestino preguiçoso e é sobre esse problema as dicas desse texto.

Acreditem ou não, o stress é uma das principais causas dessa alteração, somado a uma dieta pobre em fibras, excessos de gorduras e doces na alimentação diária, além do uso de antibióticos que levam a uma destruição da flora intestinal e esta acaba respondendo com gases e até mesmo diarreia. E não ter diarreia não significa que ele está regularizado, pelo contrário, pode estar pior que antes.

Você está firme na dieta e nos exercícios, mas os resultados estão custando a aparecer… Não desanime. Substâncias extraídas da natureza podem, sim, dar um empurrãozinho. Cinco delas, já vendidas em cápsulas, estão sendo prescritas com sucesso por médicos que adotam a fitoterapia como coadjuvante na perda de peso. Elas têm efeito parecido aos da nova geração de medicamentos alopáticos, que aceleram o metabolismo ou reduzem a absorção de gordura ou de carboidrato sem interferir no sistema nervoso central. A vantagem das substâncias naturais é agir de maneira suave, respeitando o funcionamento do corpo.

Mas nem pense em se automedicar. Doses erradas podem causar efeitos colaterais perigosos ou simplesmente não funcionar.

Aí que entram os probióticos – um nome tão escutado ultimamente na televisão. Probióticos não são medicamentos e sim alimentos constituídos por bactérias que podem repovoar o intestino equilibrando-o. Mas, não se assustem ou fiquem com nojo pelo fato de serem bactérias, pois essas bactérias – do tipo bifidobactérias e lactobacilos – são encontradas naturalmente no intestino e só fazem bem, são bactérias “boazinhas”.

Um fato importante é ressaltar que os probióticos ajudam a emagrecer, pois a ingestão de açúcares e gorduras em excesso acaba levando a uma inflamação crônica no intestino e essa inflamação leva ao ganho de peso. A ingestão de probióticos trata essa inflamação, obviamente junto com ingestão de fibras, muita água e vegetais frescos.

Veja como os probióticos desempenham suas funções no organismo:

  • Previnem e tratam todos os distúrbios relacionados ao intestino;
  • Aumentam o valor nutritivo e terapêutico dos alimentos, pois ocorre maior produção e absorção de vitaminas do complexo B e aminoácidos fundamentais aos sistemas imune e neurotransmissor, assim como a absorção e fixação de cálcio, ferro e outros minerais;
  • Reduzem o risco de câncer e doenças infecciosas de repetição, pois fortalece o sistema imunológico através de maior produção de células protetoras;
  • Possuem efeito funcional benéfico no organismo, equilibrando a flora intestinal e atuando na capacidade do organismo de se desintoxicar de excessos;
  • E finalmente, para os intolerantes a lactose são muito importantes, pois aumentam uma enzima que facilita a digestão da lactose.

Agora vem a triste notícia, pois quem acha que ingerir iogurtes com lactobacilos e leites fermentados é a melhor forma de consumir probióticos, está muito enganado, pois esses produtos contém conservantes, corantes, açúcar e adoçantes artificiais que podem matar as bactérias presentes neles antes que elas possam repovoar o intestino. Além disso, para trazer benefícios é preciso que o produto contenha doses altas de probióticos, em torno de 10 bilhões de microorganismos ou 10 UFC (unidades formadoras de colônia), informação esta que deve estar presente no rótulo dos produtos.

Você deve estar se perguntando onde encontrar os “verdadeiros” probióticos?

Muito simples, nos iogurtes naturais, missô, coalhadas, bebidas frutais, molho shoyo , kefir (um tipo de leite fermentado natural) e felizes os alemães, pois também os encontramos na mais tradicional receita da cozinha alemã, no famoso chucrute. Se você não tem paciência de ir atrás de tudo isso, você pode ainda mandar manipular em cápsulas, na farmácia de manipulação, uma fórmula bem completa com probióticos.

Você deve ter claro que os probióticos, como citei anteriormente, não são medicamentos, são alimentos funcionais que melhoram a qualidade de vida e que é preciso manter uma espécie de ritual de ingestão diária para que os efeitos benéficos aconteçam. A dica está dada, basta agora você ter um pouco de disciplina consigo mesmo, pois como sempre digo é só esse corpo que você vai carregar pela vida toda.